sábado, 30 de junho de 2007

Hervé Mitko, Demain c'était l'hiver

.


querer dizer isto, querer dizer aquilo, e dizer nada

já um poeta escreveu sobre isto… acho

quero dizer: saudade. mas não sei

sinto
e ainda assim nada alivia o peso, nada preenche o buraco, nem há sequer um tampão para as horas em que penso, um tampão para o pensamento, um tampão para o sonho que de noite me assalta, deixando-me a guarda em baixo, de mãos vazias e braços pendurados

sonhei um dia que a vida seria simples, sempre julguei que fosse ser

persegue-me a complexidade, perseguem-me as correntes, o sufoco, o esgotar dos limites, a impossibilidade

e ainda assim, há que continuar a construir pontes

2 comentários:

LR disse...

acredita que um dia acordas do sonho... e a vida é mesmo simples! - o que não significa que deixe de haver complexidade. por isso, todas as pontes valem a pena:-) bom fds

GRAFIS disse...

Creio que sim, hoje, que a neblina já de "alevantou".
Não há como um dia de sol para espantar as nuvens e os maus sonhos.