sábado, 26 de julho de 2008




A cor das paredes

Preparar uma casa para viver pode, afinal, ser muito mais difícil do que à partida parece.
O calvário de pensar, conjugar e escolher coisas, a cor dos móveis, o desenho, pensar a funcionalidade versus necessidade versus estética versus qualidade versos custo.
Pensar dimensões e arrumação no espaço, prioridades, etc., etc., etc..
Se há uns tempos o Ikea era opção, agora que vou ao pormenor, já não é.
Além dos magotes de gente (que eu até família encontrei hoje no Ikea, vá-se imaginar) a qualidade dos materiais e dos acabamentos deixa a desejar e não há nada do que quero, realmente.
Se juntarmos o facto de sermos nós a montar… só pode correr mal.
Assim, segue-se o calvário de ter de desenhar os móveis e mandar fazer, rezando para que no final tudo resulte bem.
A seguir vem a parte dos electrodomésticos e depois os complementos. A juntar ao caos das escolhas, a falta de tempo, por isso, lá para o natal tenho a casa pronta.
Neste momento (dois meses depois) já tem água e luz. Não é mau.

4 comentários:

Recuperação disse...

Isso é que é trabalho pela frente menina Gráfis :)
Se for preciso que faça os móveis, eu conheço :)
Bom domingo

GRAFIS disse...

isso é que dá sempre jeito, conhecer alguém que faça móveis, que conserte uns estuques, troque umas lâmpadas e repare umas torneiras. Dá um jeitaço mesmo grande :)
obrigada, mas ali os meus amigos "desainers" (que conhecem gente desta aos pontapés) já me arranjaram dois ou três, ao que consta :)
só falta mesmo decidir que móveis.
Bom domingo p ti tb.

rv disse...

ena q bom, um espaço q é a nossa continuidade enquanto individuos.
Reconheço essas preocupações, e se fores como eu fui vais te apaixonar pela casa e gostar mt de lá estar.
Sou um pouco como tu, não gosto de qq coisa, e qt mais original ou diferente melhor, por isso paciência c a escolha pq ás vezes do nada encontramos peças incríveis q procurávamos m nunca lhe sabíamos sequer o rosto e de repente está ali á nossa frente o q se adequa na perfeição.
A escolha das côres das paredes são muito bonitas mesmo, tive uma delas numa casa que tive... ás vezes acho q a minha entrada p a função pública equivale a uma retrocesso um pouco doloros, enfim hei de estar perto ,

fico mt feliz pelas conquistas alheias pq reconheço-lhe o valor , aproveita e se precisares de ajuda p as mudanças apita q a malta junta se p te ajudar,

bjs

GRAFIS disse...

o meu problema é que gosto de muita coisa e é difícil optar pela coisa certa :)
e depois há as dimensões, que eu não tenho propriamente um palácio e nem tudo lá cabe dentro :)
a ver vamos.
quanto às mudanças... vou pensar no assunto :D