quarta-feira, 2 de julho de 2008



Um certo vazio proporcional, duração larga…
Luz. Espaço. Horizonte.

Hoje falta-me o tempo.

Começo a chegar onde queria, e ultrapasso as metas há muitos anos definidas.
Experimento um sabor novo...
Liberdade, ausência de amarras, do lixo que nos atrapalha tantos e tantos dias, como uma carraça.

Caminhei durante tanto tempo por entre escarpas sombrias sem conseguir alcançar uma linha de horizonte plana, larga, profunda e longínqua…

Hoje uma janela. Luz. Horizonte. Calor.
Simplicidade.

Só.

3 comentários:

rv disse...

ena, q bom q chegou a primavera,

:)
(p ajudar passa lá no meu estaminé p ouvires o bobby mcferin)

serotonina disse...

Contemplação ou arrebatamento íntimo?

A música é linda!

GRAFIS disse...

rv
chegou sim, e o verão timidamente tb, felizmente.
passo já :)

serotonina
olha...
ambos, embora mais contemplação, serenidade... e por aí.

é sim. a musica de erik satie é tal e qual como eu estou: minimalista e serena... por aí.