domingo, 20 de julho de 2008


Grand Central - Platform 2, Rob Gardiner

O Lobo nos Sonhos

Não feches a luz
tenho medo dos meus sonhos
medo de entrar pela porta errada.

Nos meus sonhos
os dentes caem-me
e eu fico sozinha a gritar no escuro.

Não feches os olhos
não deixes fechar os meus
não quero ir por maus caminhos

Nos sonhos proibidos
não há ninguém
toda a gente fugiu ou está prestes e fugir
e eu não tenho cabelos.

Não apagues a luz
não quero ficar sem dentes
uma coisa dolorida à deriva no mais profundo escuro.

Nos sonhos mais terríveis
não há sol
e todos me estranham
debaixo de uma lua gelada.

Não feches a luz
não sabes nada, não fazes ideia
o frio que está, a falta de ar,
o brilho que é, o maligno luar.

Sara Monteiro – Big Ode #5

2 comentários:

rv disse...

dolorosamente lindo!

serotonina disse...

É mesmo lindo. O medo que a luz se apague é terrível.