segunda-feira, 8 de junho de 2009

Baía da Arrifana - Aljezur.


Existem lugares onde a alma parece pertencer e aos quais regressamos, de tempos a tempos, e nos sentimos rejuvenescer.

A Costa Vicentina está repleta deles, por entre as falésias e escarpas, praias de areia branca e cascalho negro, território selvagem que o betão ainda não conquistou, de uma beleza quase sagrada, perdida, como que esquecida, e nos surpreende de todas as vezes que voltamos. Gente de sorriso no olhar e gestos largos.

Existem momentos de extraordinária serenidade e partilha que são impossíveis descrever. Tempo sem tempo algum a registar.

Agora vou rumar a outro destino. Até breve.

6 comentários:

orquídea disse...

Saibamos nós preservar estas maravilhas que ainda restam por cá...

Continuação de óptimas férias! :)

Beijinhos

Boo disse...

Também querooooo!! :)

Beijos e boas férias

GRAFIS disse...

orquídea
tens razão, mas não estou muito optimista...

boo
'bora lá então :)

e obrigada às duas. Bom descanso tb para vocês.

clic disse...

Tudo boas escolhas!... :)

Continuação de boas e merecidas férias!... :)

Dantins disse...

O Porto Santo é de facto uma pérola encantada no meio do Atlântico, as suas águas são divinais, mas é na Costa Vicentina que eu me sinto verdadeiramente em casa!

De Porto Covo para baixo qualquer paragem é boa, pelas paisagens, pelas praias, pelos sabores, pelas pessoas...

Bom próximo destino!

Diverte-te.

GRAFIS disse...

clic
acho que vou continuar a merecer... :)

dantis
concordo inteiramente contigo. Eu não consigo estar muito tempo sem lá voltar.
Bjs