domingo, 9 de março de 2008

The Cure, Live at Valencia, City of Arts and Sciences
.

.



Nem uma nota fora do sitio!
É caso para dizer que quanto mais velho, melhor, e apesar do frio de rachar (cerca de 3 graus) valeu mesmo a pena.
Chegar àquelas velhas sensações dentro do corpo que só se sentiam quando éramos adolescentes… sentir a musica dentro e um turbilhão de sensações adicionais, recordar. Um encontro inesperado que me fez reviver uns bons anos e me revigorou por mais uns quantos.
Ao chegar a casa apercebo-me que tenho de mandar reparar o gira-discos e desempoeirar os velhos LP's.

The Cure, recomendam-se!


Poderia deixar aqui um sem número de músicas para ouvir... deixo esta que se ouve à entrada, do album Disintegration (um dos que mais gosto) e estas duas aqui abaixo, uma do Disintegration e outra do Kiss me Kiss me Kiss me.

E posto isto é compreensivel porque é que The Cure são intemporais.







Lovesong




Just Like Heaven
.
.

7 comentários:

serotonina disse...

Estive na capital este fim-de-semana e só não fui vê-los pois não arranjei bilhetes. Mas depois de um dia inteiro na manifestação, seria difícil arranjar forças.

GRAFIS disse...

Tb acabei por não conseguir bilhetes para os ver em Lx, mas por um acaso muito feliz, acabei por os ver em Valencia, de borla… :D
Não estive na manif mas estou solidária.
Agora toda a gente devia seguir o vosso exemplo para que se perceba que não são só os professores que estão descontentes com o despotismo e despesismo deste governo, porque toda a gente tem o direito de não querer sacrificar-se mais em nome dos devaneios de um governo, seja este ou outro.

serotonina disse...

Obrigada pelo apoio, não tem sido fácil explicar as razões do nosso descontentamento. Temos sido muito mal interpretados e a comunicação social faz questão de passar as entrevistas que não se aproximam muito do ponto de vista da maioria.
Foi emocionante participar numa manifestação daquela dimensão. Nunca tinha participado numa manifestação e desta fez senti que tinha que lá estar e mostrar o meu descontentamento.
vamos ver no que dá.
Que sorte, uma borla nos The Cure! Deve ter sido fantástico.

GRAFIS disse...

A comunicação social (e os grandes grupos económicos por trás dela) é cada vez mais um instrumento ao serviço do poder (infelizmente) e não prima nada pela massa cinzenta, não que não exista, mas pq geralmente os que pensam acabam por "levar nas orelhas".
A manifestação de Sábado foi um acontecimento histórico, só por isso já valeu a pena :)

Lover disse...

grande concerto (mesmo a pagantes!)...tive a sorte de ir vê-los a Lisboa...uma excelente surpresa! como bem diz: cada vez melhor, senti por momentos, que os vinte e tal anos não passaram pelo Robert...já por mim...cheguei ao final da noite a pensar: isto há uns anos tinha dado direito a muito mais ;)

GRAFIS disse...

LOL
o tempo não perdoa, e o corpinho tb não, e reclama... :D

Lover disse...

e o pior é que é mesmo assim...mas como canta o Jorge Palma..."enquanto houver estrada para anda a gente vai continuar" ;)